Paulo viaja para conversar com Lula sobre política, mas não vai a Brasília assinar convênio para combater drogas

O prefeito Paulo Garcia (PT), que foi segunda-feira a São Paulo para conversa sobre política com o ex-presidente Lula, não apareceu nesta terça em Brasília para assinar com o Ministério da Justiça um convênio que vai destinar R$ 51 milhões para o combate às drogas em Goiás.

Foram o governador Marconi Perillo e os prefeitos Maguito Vilela (PMDB), de Aparecida, e Antonio Gomide (PT), de Anápolis, que chegaram a posar para fotos, sorridentes, ao lado do ministro José Eduardo Cardozo.

Sem justificar a sua ausência, o prefeito mandou o vice-prefeito Agenor Mariano (PMDB), que teve presença apagada na cerimônia.