Tayrone pega telefone e sai de fininho do plenário na hora de votar lei Moreirinha

Mais uma lambança para o histórico de fatos negativos que marca a carreira política incipiente do vereador Tayrone di Martino (PT).

Na manhã de hoje, quando entrou em pauta o projeto mais polêmico do dia – que autorizaria o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT), a entregar áreas públicas ao dono do supermercado Moreirinha – o vereador Tayrone di Martino (PT) pegou o telefone celular e saiu de fininho do plenário.

Resultado: Tayrone não teve coragem de assumir posição e não votou.

“Os vereadores aqui presentes precisam entender que só é possível votar a favor ou contra um projeto. No máximo se abster”, afirmou o decano Anselmo Pereira (PSDB), em puxão de orelha devidamente endereçado ao petista.

“Peço encarecidamente aos colegas de votem. Ficar se escondendo não vai mudar nada”, reclamou Paulo Magalhães (PV).

O melhor da história foi a desculpa que Tayrone deu ao voltar ao plenário. Ele disse que, na hora de votar, recebeu uma ligação importante do Ministério da Cultura.

O telespectador que assistia a sessão pela TV Câmara ouviu Tayrone gritar “me respeita! Me respeita!” enquanto Geovani falava na tribuna.

Durma bem com a sua consciência, vereador.

Parabéns pelo início pífio de mandato.