Aumento da tarifa de ônibus em Goiânia foi de 11,11%, mas em São Paulo foi menor: 6,7%

Assunto da esfera de competência municipal, o aumento das tarifas do transporte coletivo de Goiânia parece muito mais ter atendido aos interesses das empresas que da população que precisa do serviço.

Em São Paulo, coincidentemente, os preços das passagens do transporte coletivo também acabaram de subir, mas 6,7%, enquanto em Goiânia o índice imposto pelas concessionárias foi de 11,11% – com aprovação da Prefeitura e até defesa do prefeito Paulo Garcia no Twitter.

Há grande expectativa quanto ao ultimato que o Ministério Público Estadual deu para a Prefeitura, exigindo a abertura da caixa-preta, ou melhor, das planilhas apresentadas pelas empresas, que justificaram o aumento das tarifas em Goiânia.

 

LEIA MAIS:

TV Anhanguera abre campanha para reduzir preço da tarifa do transporte coletivo em Goiânia

Paulo Garcia, PMDB e PT tem maioria na CDTC e poderiam ter barrado aumento da passagem de ônibus

Tem coelho nesse mato: planilhas que justificaram o aumento da tarifa de ônibus são secretas

O silêncio de Mauro Rubem sobre o abusivo aumento da passagem é ensurdecedor

Jornalista Rogério Borges diz que tarifa mudou, mas o atropelo nos terminais é o mesmo

Aumento da tarifa de ônibus é baseada em caixa-preta, ou seja, em planilha de custos que ninguém viu

Após quatro horas, estudantes deixam Praça Cívica e marcham em bloco