Site dá barrigada feia: jornalista Azenha não edita mais o blog Viomundo

É isso que dá o afã de atacar a qualquer preço, falseando a verdade e tirando conclusões apressadas.

O blog Viomundo publicou matéria, aliás totalmente equivocada, afirmando que “o governador Marconi Perillo usa recursos públicos para processar críticos”.

A nota não é nota, apenas reproduz sem comentários um post do Diário de Goiás, em que o secretário da Articulação Institucional, Joaquim de Castro, informa que o governador não processa jornalistas nem quem faz críticas, mas apenas usa do seu direito constitucional de se defender de agressões à honra processando quem atira calúnias contra ele.

O secretário Joaquim de Castro até faz uma colocação errada, que pode ter dado origem à má interpretação do blog Viomundo. Diz que “o governo não vai aceitar calúnias”. Não é o governo, é a pessoa do governador.

O Diário de Goiás, corretamente, não afirma e nunca afirmou que Marconi usa recursos públicos para seus interesses pessoais. E não usa mesmo, valendo-se de advogado particular para acionar a Justiça – mesmo porque quem processa é a pessoa, não o cargo.

Mas o Diário de Goiás gostou da manchete errada e injusta do blog Viomundo e correu para republicar no site, afirmando que a matéria “mereceu destaque nacional no blog Viomundo”, e tentando dar um brilhozinho usando o nome do jornalista Luiz Carlos Azenha, muito conhecido e respeitado.

Falso.

Luis Carlos Azenha, jornalista de prestígio, ex-correspondente da Globo em Nova Iorque, deixou o blog há mais de dois meses. E sabem por quê? Porque foi processado pelo jornalista Ali Kamel (diretor de jornalismo) e pela Rede Globo e condenado pela Justiça a pagar indenização por danos morais.

Azenha é um bom jornalista, mas cometeu o erro de desafiar a primeira decisão da Justiça e continuou atacando Ali Kamel e a Globo. Resultado: novos processos, novas indenizações à vista. Na sequência, ele deixou o comando do blog Viomundo, tornando-se colaborador eventual e voltando-se para a produção de vídeos-documentários.

Tanto o blog Viomundo quanto o Diário de Goiás, que reproduziu a manchete imputando a Marconi o crime de corrupção – usar dinheiro público para pagar processos de interesse pessoal – cometeram uma tremenda injustiça ao afirmar que Marconi cometeu a conduta delituosa.