Enfraquecido politicamente, Lula agora atua no futebol para fazer Andres Sanchez presidente da CBF

O ex-presidente Lula já não é mais o mesmo. Enfraquecido politicamente, desgastado pelo julgamento do mensalão e longe de ter grande influência no governo Dilma, Lula decidiu ser uma espécie de “cartola de luxo” e está atuando nos bastidores do futebol brasileiro.

Nota na coluna Holofote, da revista Veja desta semana, mostra que Lula assumiu o posto de principal cabo eleitoral da candidatura de Andres Sanchez à presidência da CBF. Andres, que foi presidente do Corinthians e é filiado ao PT, é amigo próximo de Lula. As famílias se conhecem desde os anos 80 e Lula teve participação fundamental no crescimento do Timão nos últimos anos – como na negociação de patrocínios vultosos e na construção do novo Estado corintiano.

A Veja diz que Lula tem procurado governadores e presidentes de federações em busca de apoio a Andres na eleição de abril do ano que vem na CBF.

A revista ainda afirma que o PT e Lula veem na candidatura de Andres uma chance de por o pé no mundo do futebol – “por onde circulam muito dinheiro e potenciais financiadores de campanhas eleitorais”.