Assessor de Paulo Garcia diz que O Popular tenta criar crise no PMDB

Remunerado para ficar nas redes sociais atacando o governo do Estado, o assessor de Paulo Garcia, Luiz Bruno Roriz, mira seus torpedos para o jornal O Popular.

Bruno, que ganha quase R$ 3 mil na Prefeitura de Goiânia para se dedicar ao Twitter, não gostou de reportagem publicada no jornal sobre o PMDB e descascou no microblog, dizendo que é uma tentativa frustrada de setores de imprensa em criar uma crise no partido.

No arraial peemedebistas é assim a visão que eles têm da imprensa: se o material é favorável ao partido, palmas; se contiver críticas, pau.

Veja o post:

 

LUIZ BRUNO RORIZ @luizbrunororiz

Tentativa frustrada de setores da imprensa em criar uma crise no #PMDB , jogar uns contra os outros, o maior partido de Goiás é assim mesmo.