Paulo Garcia manda CMTC avisar: só baixa passagem do ônibus com ordem judicial

A questão do aumento no preço da passagem de ônibus promete ser um grande novela (ou guerra). A CMTC já avisou que não vai reduzir a tarifa por agora. Usou como muleta um auditoria que será feita e que pode demorar até dois meses.

A CMTC peita a todos: Procon, protestos, opinião pública e imprensa. A companhia assume esta postura pois está respaldada pela prefeitura de Goiânia. O prefeito Paulo Garcia foge do assunto e pouco fala sobre o aumento, mas está de acordo com a CMTC que só vai mesmo recuar se a Justiça entrar na parada.