Delegado Humberto Teófilo é um fanfarrão: ele alega perseguição tucana, mas como se foi “transferido” do interior para Goiânia?

Tem alguma coisa mal contada nesta história. O deputado-delegado fanfarrão Humberto Teófilo (PSL), filho do manjado ex-vereador Amarildo Pereira, disse na tribuna da Assembleia que foi perseguido pelo governo tucano Goiás. Curiosamente, conforme o próprio deputado historiou, a cada “transferência” que teria sido vítima ele só foi chegando próximo Goiânia, até que sentou praça na capital.

Primeiro, ele foi transferido de Jussara para Inhumas e, depois, de Inhumas para Goiânia.

É primeira vez na história que delegado se diz perseguido no interior é lotado em Goiânia.

Só pode ser brincadeira, né, deputado?