Ex-advogado do Setransp diz que usuários de ônibus estão sendo “surrupiados” há anos em Goiânia

O advogado Júlio César Rabelo, que trabalhou durante mais de 20 anos para o Setransp, afirma em seu Twitter que os usuários do transporte coletivo estão sendo “surrupiados” há anos em Goiânia – o que, agora, estaria comprovado pela matéria deste sábado de O Popular, provando que impostos que não existem mais continuam sendo cobrados na tarifa que é paga pela população.

Júlio César esteve envolvido em uma denúncia cabeluda, com vídeo e tudo, mostrando o então presidente do Setransp manipulando uma caixa de sapato repleta de dinheiro vivo. O vídeo está no link:

 

http://cidadaosbrasileiros.blogspot.com.br/2010/03/setransp-suspeito-de-lavagem-de.html

 

Veja os posts do especialista:

 

Júlio César Rabelo @JulioCesar_GYN

@jornal_opopular TRANSPORTE COLETIVO. RMG. Usuários estão surrupiados há 5 anos! E agora? Quem devolverá o dinheiro?! pic.twitter.com/UVTYRaaD5A

@ulissesaesse BOMBA ! TRANSPORTE NA GRANDE GOIÂNIA. E agora ? Houve fraude na licitação ou não ? Precisa mais ?! pic.twitter.com/f25voVkLOW

 

LEIA MAIS:

O Popular faz trabalho que MP, omisso, deixou de fazer na crise do transporte coletivo

Contrato que cobra do povo tarifa com impostos inexistentes é do tempo de Iris na Prefeitura

O Popular prova que planilhas das empresas são fajutas. E agora, Paulo Garcia?

Presidente da CMTC ataca Procon mais uma vez e dispara: “Está mal informado”

Piada do ano: revisão e auditoria nas planilhas das empresas vão durar 2 meses

Planilhas apontam 35% de gasto com combustível, Procon fala em 20%, mas em SP não passa de 17%

JA 2ª Edição informa que aumento da tarifa do ônibus foi “irregular”. Segundo o Procon, planilhas são furadas

Aumento da tarifa de ônibus de Goiânia, de 11,11%, foi superior à inflação do período, de 6,5%

Aumento da tarifa de ônibus em Goiânia foi de 11,11%, mas em São Paulo foi menor: 6,7%