Jornalista afirma que O Popular errou e que ISS e CPMF já foram expurgados da tarifa

O jornalista Marcos Villas Bôas, que entende de transporte coletivo e atua no processo de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos em Goiânia, avisou há pouco, no seu Twitter, que o jornal O Popular errou ao afirmar que impostos inexistentes estão embutidos no preço da tarifa do transporte coletivo em Goiânia.

Villas fez o seu post dirigido ao promotor estadual Fernando Krebs e afirma que “o jornal errou” e dá até detalhes.

Confira:

 

Marcos Villas Boas @VilasBoasMarcos

@promotorkrebs: Atenção promotor! ISS e CPMF foram expurgados da tarifa de onibus em 19/072010. Resolução 40684930 CMTC. Jornal errou!

 

LEIA MAIS:

Ex-advogado do Setransp diz que usuários de ônibus estão sendo “surrupiados” há anos em Goiânia

O Popular faz trabalho que MP, omisso, deixou de fazer na crise do transporte coletivo

Contrato que cobra do povo tarifa com impostos inexistentes é do tempo de Iris na Prefeitura

O Popular prova que planilhas das empresas são fajutas. E agora, Paulo Garcia?

Presidente da CMTC ataca Procon mais uma vez e dispara: “Está mal informado”

Piada do ano: revisão e auditoria nas planilhas das empresas vão durar 2 meses

Planilhas apontam 35% de gasto com combustível, Procon fala em 20%, mas em SP não passa de 17%

Aumento da tarifa de ônibus de Goiânia, de 11,11%, foi superior à inflação do período, de 6,5%

Aumento da tarifa de ônibus em Goiânia foi de 11,11%, mas em São Paulo foi menor: 6,7%