Autuado pelo Procon, Piquiras diz que alimentos não estavam com validade vencida

Em nota publicada nesta segunda-feira, o grupo Piquiras se jusfificou pela autuação que recebeu do Procon na última quinta-feira (28). O Piquiras informou que foi autuado porque armazenava produtos sem a data de fabricação etiquetada mas que, apesar disso, os ingredientes encontrados pelo Procon estavam em “perfeitas condições”.

 

Veja a nota: 

O Grupo Piquiras, em consideração aos seus clientes e em resposta aos fatos noticiados na ampla mídia, esclarece a respeito da autuação feita pelo Procon Goiás nesta quinta-feira, dia 28/02.

Inicialmente pedimos desculpas e garantimos uma melhora imediata no monitoramento dos processos de armazenamento e descarte de produtos.

O Grupo Piquiras esclarece que foram recolhidos: 1 pacote de farinha de trigo, frutas secas e doces em conserva artesanal. Estes produtos estavam no almoxarifado, localizado no subsolo do estabelecimento, muito longe da cozinha e não seriam servidos às mesas.

O Piquiras admite o erro em não etiquetar a data de fabricação destes produtos, já que tanto as frutas secas quanto os doces artesanais não possuem data de validade definidas e, assim como os vinhos, dependem de um armazenamento correto. Estes produtos estavam em perfeitas condições, porém não etiquetados. De qualquer forma, todos eles já foram recolhidos.

Novamente nos desculpamos pelo incidente e nos colocamos à disposição, em qualquer um de nossos canais, para tirar qualquer dúvida de nossos clientes.