Aumento da tarifa de ônibus faz inflação em Goiânia subir de 0,69% (abril) para 0,86% (maio)

Reportagem do Jornal Anhanguera 1ª Edição mostra que o reajuste abusivo da tarifa de ônibus – que foi de 11,11%, superior aos 6,5% de inflação acumulada desde o último aumento – foi decisivo para o salto na taxa de inflação de Goiânia.

Segundo os números divulgados pela TV Anhanguera, a taxa saiu de 0,69% em abril para 0,89% em maio.

O cálculo da taxa é feito pela Secretaria Estadual de Planejamento. A coordenadora da área, Lilian Maria Silva do Prado, esclareceu na reportagem que o índice foi pressionado pelo grupo de transporte, em função do aumento da tarifa dos ônibus urbanos.

“Nem precisava da pesquisa”, continua a reportagem da TV Anhanguera, “porque os passageiros do transporte coletivo já sabem e estão sentindo no bolso”. Na sequência, aparecem várias pessoas criticando o aumento, com um detalhe: todas são entrevistadas dentro de ônibus lotados.

Veja o vídeo completo:

http://g1.globo.com/videos/goias/jatv-1edicao/t/edicoes/v/prefeitura-de-goiania-propoe-bilhete-unico-para-transporte-coletivo/2621122/

 

LEIA MAIS:

Marcelo Rosa faz ironias com Paulo Garcia no noticiário sobre a crise do transporte coletivo

Na defesa do aumento da passagem e da CMTC, Altair ataca material veiculado pelo Jornal Nacional e diz que foi um “absurdo”

Marcelo Rosa, em tom de indignação, na TV Anhanguera: “Que absurdo. Não é assim que se faz protestos!”

Quebradeira e baderna, não, dizem usuários do transporte em Goiânia na TV Anhanguera