Porto Alegre quer adotar projeto de educação anti-bullying implantando por Gustavo Mendanha em Aparecida de Goiânia

O prefeito Gustavo Mendanha (MDB) recebeu ontem a visita do vereador Moises Barboza (PSDB), líder do prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Filho (PSDB), na Câmara Municipal da capital gaúcha. O encontro, segundo Moisés Barboza foi para conhecer o projeto sócio-emocional de combate ao bullying, que é executado nas escolas da rede municipal de Aparecida de Goiânia.

Ver mais

Gustavo Mendanha considera absurda saída do do governo de Goiás da CDTC e cobra protagonismo do Estado

O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (MDB), participou de debate sobre mobilidade e desenvolvimento urbano, no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (Crea), nesta sexta-feira (15). Ele classificou como absurda a saída do governo de Goiás da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC) e cobrou protagonismo do Estado na questão do transporte público. 

Ver mais

Fechamento do Restaurante Cidadão de Aparecida é vingança dos Caiado contra Mendanha, que apoiou Daniel

A OVG, comandada por Gracinha Caiado, decidiu fechar o Restaurante Cidadão de Aparecida de Goiânia. Por trás do fechamento, há uma guerra política. Gustavo Mendanha é aliado de primeira hora de Daniel Vilela. O filho de Maguito já declarou que é oposição pesada ao governo de Caiado. Portanto, o fim do Restaurante Cidadão em Aparecida se resume numa palavra: vingança!

Ver mais

Por que Gracinha fechou o Restaurante Cidadão de Aparecida? Vingança contra Marconi ou ódio aos pobres???

Até agora pouca gente entendeu por que Gracinha Caiado, presidente de honra da OVG, decidiu fechar o Restaurante Cidadão de Aparecida de Goiânia. O programa foi criado por Marconi Perillo e fornece refeições nutritivas ao preço de R$ 2,00. A decisão autoritária da OVG reforça a imagem dos Caiado de não gostar de pobre e povão.

Ver mais

Dupla Gracinha-Adryanna Caiado fecha o Restaurante Cidadão de Aparecida e prejudica os mais pobres

A dupla que comanda a OVG é formada pela primeira-dama Gracinha Caiado e a diretora Adryanna Caiado. As duas decidiram, de forma autoritária, fechar o Restaurante Cidadão de Aparecida de Goiânia. O Restaurante Cidadão foi criado pelo ex-governador Marconi Perillo e serve refeições ao preço popular de R$ 2,00. Ao encerrar as operações da unidade de Aparecida, Gracinha e Adryanna prejudicam a vida de milhares de pessoas que tinham ali a chance de comer uma refeição nutritiva, feita com carinho e barata.

Ver mais

Diretora da OVG, que é parente de Caiado, tenta jogar culpa de fechamento de Restaurante Cidadão na prefeitura de Aparecida

A OVG, presidida por Gracinha Caiado e que tem na diretoria Adryanna Caiado, decidiu fechar o único Restaurante Cidadão em Aparecida de Goiânia, no Jardim Tropical. A alegação da OVG é que as instalações do prédio não atendem às exigências da Anvisa. Na entrevista que deu para a TV Anhanguera, a diretora Adryanna Caiado quis jogar a culpa do fechamento na prefeitura da Aparecida.

Ver mais

Tempo real: estudantes da rede estadual se reúnem para protestar contra maldades de Caiado na Educação

Estudantes da rede estadual em Aparecida de Goiânia estão se juntando neste momento para uma grande manifestação na Praça da Matriz. O protesto é contra a política (ou a falta de política) para Educação do governador Ronaldo Caiado (DEM). Um dos pontos principais é o pagamento de salário de dezembro dos professores, mas há outros como o fechamento de turmas. 

Ver mais

Em Aparecida, estudantes protestam: “Não é mole, não! O Caiado não respeita a Educação”

Mais de 400 estudantes do Colégio Estadual Dom Bosco, em Aparecida de Goiânia, protestam contra o atraso no salário dos professores. O principal grito é: “Não é mole, não! O Caiado não respeita a Educação”. O governador continua levando professores e servidores no banho maria e diz não ter dinheiro para pagar o funcionalismo.

Ver mais

Restaurante Cidadão foi criado por Marconi e vende refeição a R$ 2,00. Gracinha mandou fechar o de Aparecida

A unidade do Restaurante Cidadão de Aparecida de Goiânia, localizada no Jardim Tropical, foi fechada. A OVG, que é comandada pela primeira-dama Gracinha Caiado, justificou as instalações não atendem aos padrões da Anvisa. O Restaurante Cidadão foi criado pelo ex-governador Marconi e nasceu com a ideia de ajudar os mais necessitados, servindo refeição com preço bem baixo. Atualmente, o valor do prato é de R$ 2,00.

Ver mais

OVG, que é comandada por Gracinha, fecha o único Restaurante Cidadão de Aparecida de Goiânia

O Jornal Anhanguera da noite mostrou que a OVG, que é presidida pela primeira-dama Gracinha Caiado, mandou fechar o Restaurante Cidadão de Aparecida de Goiânia. A unidade funcionava no Jardim Tropical. As justificativas para o fechamento são que as instalações não atendem às normas da Anvisa e a dificuldade de parceria com a prefeitura do município. No Restaurante Cidadão, que foi criado por Marconi Perillo, as refeições são vendidas por apenas R$ 2,00

Ver mais

Novo jogo Aparecidense x Vila; Talles, Maguito e Gustavo fazem bate-bola político

Em campo, na cidade de Aparecida de Goiânia, o jogo foi emocionante e o Vila Nova derrotou o time da casa. Fora das quatro linhas pegou fogo também o jogo político. O deputado estadual Talles Barreto, hoje a principal figura do PSDB na oposição, assistiu ao duelo na companhia do ex-prefeito Maguito e do atual prefeito Gustavo Mendanha, ambos do MDB. A resenha política no estádio de futebol aumentou a especulação sobre união entre PSDB e MDB na oposição contra o governo de Caiado.

Ver mais

Onda de revolta: coordenadores de outro colégio estadual de Aparecida deixam a função

A onda de revolta na Educação estadual só cresce. Hoje, mais coordenadores desistiram da função devido ao corte de benefícios promovido pelo governo de Caiado. Na quinta-feira, coordenadores do Colégio Dom Pedro 1 já haviam tomado esta decisão. Agora foi a vez dos servidores do Colégio Estadual Severina Maria de Jesus, também de Aparecida de Goiânia.

Ver mais

Professores protestam nas ruas: “Caiado, não somos seu gado”

Os professores estaduais estão pê da vida com o tratamento dado a eles por parte do governador Ronaldo Caiado. O salário de dezembro ainda não pago integralmente e o governador insiste em cortar benefícios da categoria. Nesta quarta-feira, em Aparecida de Goiânia, professores foram às ruas para gritar contra Caiado, que está em São Paulo. “”Caiado, não somos seu gado”, dizia um dos cartazes do protesto.

Ver mais