Levantamento do Jornal Opção sobre projetos de deputados no 1º semestre mostra que a maioria não sabe o que está fazendo na Assembleia

Olha aí, leitor: Marquinho Palmerston e Major Araújo, deputados estaduais. São deles os projetos mais “importantes” apresentados na Assembleia neste ano. Um, marcando prazo para a entrega de pizzas e sanduíches. Outro, doando R$ 1 mil dos cofres públicos para quem quiser comprar uma arma. Essa é a trágica realidade do Legislativo em Goiás, segundo levantamento do Jornal Opção Online.

Ver mais

Sob pretexto de “deixar divergências ideológicas para as eleições”, Anselmo Pereira transforma Câmara em puxadinho da prefeitura

Para o presidente da Câmara, posicionar-se contra o aumento do IPTU (e em defesa da população) seria deixar que divergências partidárias contaminassem o debate. Ele parte do princípio que toda crítica à administração do prefeito Paulo Garcia (PT) tem interesses políticos subjacentes. Basta uma rápida visita aos Cais, postos de saúde e terminais de ônibus para constatar que Anselmo está equivocado.

Ver mais

Se a Assembleia quiser se reerguer, vai ter que apresentar uma agenda capaz de mexer com a sociedade, como o Congresso Nacional está fazendo

Enquanto o Congresso Nacional assume um protagonismo inédito na vida política do país e debate questões de importância para a sociedade, a Assembleia Legislativa continua envolvida com irrelevâncias e irregularidades. Sem um agenda construtiva, o Legislativo goiano continuará dando vexame.

Ver mais

Assembleia gourmet: deputados continuam gastando com restaurantes. Em maio, foram R$ 44 mil, sempre por conta dos cofres públicos

A comilança por conta dos cofres públicos continua na Assembleia Legislativa. Em maio, a prestação de contas da verba indenizatória, no malfadado item alimentação parlamentar, indica despesas de R$ 44 mil com restaurantes, por conta dos cofres públicos – próximas da média de R$ 50 mil mensais que vinha sendo registrada desde fevereiro.

Ver mais

José Nelto devolve carro que estava à disposição do seu gabinete e abre a porta para mais um escândalo na Assembleia: a farra do aluguel de veículos

Vem aí mais um escândalo na Assembleia Legislativa: a farra dos carros alugados pelos deputados e pagos com recursos da verba indenizatória, ou seja, com dinheiro público. A pista foi dada pelo líder do PMDB, José Nelto, ao devolver para a presidência um carro colocado à disposição do seu gabinete. Cada deputado recebeu um, além dos veículos que pode alugar.

Ver mais

Fiasco: “audiência pública” promovida por José Nelto para debater a segurança, na Assembleia, teve superlotação de… cadeiras vazias

Fracassou a “audiência pública” convocada pelo deputado José Nelto, líder do PMDB na Assembleia, para tentar criar desgastes para o Governo do Estado. Além do auditório vazio, o secretário de Segurança, Joaquim Mesquita, apareceu de surpresa e ocupou todos os espaços com um discurso criticando a frouxidão da legislação penal no brasil.

Ver mais

Ulisses Aesse, no Diário da Manhã, prevê que falta de juízo dos deputados continuará garantindo manchetes negativas para a Assembleia

Em nota na sua coluna Café da Manhã, no Diário da Manhã, o jornalista Ulisses Aesse faz uma previsão: novas manchetes negativas sobre a Assembleia Legislativa aparecerão em breve, porque os deputados continuam mostrando falta de juízo e não reagem aos escândalos que mancham a imagem do Poder.

Ver mais

Em O Popular, João Lemes lembra que Helio de Sousa já completou 9 meses de gestão na Assembleia: ”É tempo demais sem respostas satisfatórias”

Em artigo publicado nesta segunda-feira na página de opinião de O Popular, o editor João Lemes lembra que o presidente da Assembleia, Helio de Souza, está há 9 meses no cargo sem oferecer respostas satisfatórias para as dúvidas que mancham a imagem do Poder. “É tempo demais”, ressalta João Lemes.

Ver mais

O Popular denuncia novo escândalo na Assembleia: só a presidência tem 1.261 comissionados. Se todos aparecerem para trabalhar, não há espaço

Neste domingo, O Popular denuncia novo escândalo na Assembleia Legislativa: a presidência do Poder tem, à sua disposição, 1.261 funcionários comissionados. Isso mesmo, leitor amigo. Imagine só: se todo esse pessoal for chamado para trabalhar, não haveria espaço suficiente no prédio da Assembleia.

Ver mais

Coluna Giro pergunta e Helio de Sousa escorrega: “Padre Luiz, servidores fantasmas e bufê de luxo. Não é muito desgaste em pouco tempo para a Assembleia?”

Com apenas 4 meses, a atual Legislatura, sob o comando do deputado Helio de Souza, mostra-se mais pródiga em escândalos que as anteriores. Neste sábado, a coluna Giro, de O Popular, levanta a questão da produtividade da Assembleia em matéria de irregularidades, mas Hélio de Souza escorrega e não responde.

Ver mais

Farra gastronômica com dinheiro público: suspensão de contrato para bufê de luxo é confissão de culpa da Assembleia

Está suspenso o contrato para um bufê de luxo que serviria refeições sofisticadas aos deputados da Assembleia Legislativa, no valor de R$ 400 mil reais. A denúncia de O Popular, nesta sexta, envergonhou o Legislativo, que acabou recuando. Mas a farra gastronômica, por conta do dinheiro público, continua com a verba indenizatória dos parlamentares.

Ver mais

Farra milionária da Assembleia com restaurantes e bufê de luxo para deputados é um tapa na cara dos goianos

A Assembleia Legislativa inovou. Não, não se trata de nenhuma ideia ou projeto para beneficiar o povo goiano. Na verdade, os deputados estaduais estão se fartando em uma pantaguélica farra gastronômica, por conta dos cofres públicos. Os gastos milionários da Assembleia com restaurantes e bufê de luxo são um tapa na cara dos goianos.

Ver mais

Robalo com crosta de amêndoas e filé ao molho funghi. Esses, sim, é que são pratos dignos de deputado. Ou você, leitor, queria que eles comessem arroz com feijão?

Quem acha que deputado estadual se satisfaz com arroz com feijão está muito enganado. O Popular revela nesta sexta que a Assembleia está contratando por R$ 400 mil um bufê “digno de restaurante de luxo” para a alimentação de suas excelências. A Assembleia perdeu o juízo – mas quem paga a conta são os cofres públicos.

Ver mais

Jornal O Hoje diz que Assembleia é “caricatura de Parlamento” e que Hélio de Sousa “perdeu a capacidade de discernir” e fez o Poder “virar as costas para o povo”

Em editorial, nesta quarta-feira, o diário O Hoje faz o necrológio da gestão do presidente Hélio de Sousa, que, acusa o texto,nada faz para reverter a imagem negativa do Poder. O Hoje afirma que a sucessão de fatos negativos cristaliza a Assembleia como uma “caricatura de Parlamento”.

Ver mais