Sintego convoca servidores para novo protesto contra Previdência na Câmara, na terça

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego) convoca trabalhadores para acompanhar na Câmara Municipal de Goiânia o andamento do Projeto da Reforma da Previdência do Servidor Municipal. O projeto foi aprovado na semana passada na Comissão de Trabalho e Servidores Públicos e está apto para segunda votação. 

Blog 24Horas se retrata sobre nota em desfavor de Luan Alves e Clécio Alves

O blog Goiás 24Horas vem conforme acordo judicial, declarar que a matéria veiculada no dia 27 de fevereiro de 2018, em desfavor de Luan Alves e seu pai Clécio Alves, não corresponde com a verdade. O blog, conforme errata publicada no dia 1º de março de 2018, reconhece que Luan Alves, nunca se envolveu em qualquer incidente que possa desabonar sua índole.

Bancada da vergonha: suplentes de vereador votam em massa contra servidores de Goiânia

Informação que serve para reflexão do eleitor: de todos os suplentes que assumiram mandato na Câmara Municipal de Goiânia, só um ficou ao lado dos servidores na primeira votação da reforma da previdência (que aumentou a alíquota de contribuição de 11% para 14%). Foi Cairo Salim (Solidariedade). O resto – Omar Conselheiro (MDB), Divino Rodrigues (Pros), Tiãozinho do Cais (PR), Alfredo Bambu (PRP) e Marquim do Bairro Goiá (MDB) – votou contra o servidor. O motivo? Só eles podem dizer.

Dra. Cristina diz que vereador tentou esmurrar professora, mas não dá nome

A vereadora Dra. Cristina (PSDB) afirmou nesta quinta-feira, no plenário da Câmara Municipal, que um dos seus colegas vereadores tentou “esmurrar” uma professora da rede pública de Goiânia por causa de desentendimentos relativos ao projeto da reforma da Previdência. Este vereador seria da base do prefeito Iris Rezende (MDB).

Romário Policarpo, presidente de sindicato de servidores, votou contra categoria

Detalhe que o Goiás 24 Horas jamais poderia deixar passar em branco: um dos votos que garantiram a aprovação da reforma da previdência na Câmara Municipal (por 18 a 17) foi do vereador Romário Policarpo (PTC), que é… presidente do SindiGoiânia, o sindicato dos servidores públicos da prefeitura. 

Projeto da previdência: servidores vão reagir e greve não está descartada

O prefeito Iris Rezende (MDB) pode firmar o taco. A aprovação do projeto que altera alíquota na previdência dos servidores municipais não vai passar em branco. Os servidores manifestaram toda sua revolta lotando as galerias da Câmara e esbravejando contra a gestão irista. Não adiantou porque o projeto acabou aprovado. Mas, a reação vai aparecer.

Iris aproveitou a campanha para aprovar projeto que prejudica servidores

O prefeito Iris Rezende (MDB) foi completamente estratégico no plano para aprovar o projeto de lei que altera a alíquota na previdência municipal e prejudica os servidores. A prefeitura intensificou os trabalhos nos bastidores para que o projeto fosse votado em plena campanha, quando muitos vereadores estão de licença e alguns até faltam às sessões porque estão pedindo voto nas ruas.

Iris comprova fama de carrasco do servidor ao impor reforma na previdência

A fama de inimigo do servidor público que Iris Rezende carrega consigo vem lá dos anos 1980, quando ele assumiu o governo estadual e, logo de cara, emitiu um decretão que pôs na rua mais de 20 mil trabalhadores. A pecha foi reforçada agora com a reforma na previdência da prefeitura de Goiânia.

Lucas Kitão: “Iris quer impor. Esse projeto prejudica diretamente os servidores”

O jovem vereador Lucas Kitão (PSL) foi um dos que votaram contra a reforma no Instituto de previdência da prefeitura de Goiânia. “O prefeito quer impor. Esse projeto prejudica diretamente os servidores. A gente acredita que a prefeitura pode cortar outros gastos ao invés de prejudicar a aposentadoria dos servidores”, disse o vereador.

Sílvio Fernandes: “O servidor não corre risco nenhum com a reforma da previdência”

O presidente do Instituto Previdenciário dos Servidores Municipais (IPSM) deu uma entrevista contundente na Câmara e garantiu que a reforma, aprova nesta quinta-feira, não prejudica os servidores. “Estamos colocando em risco a aposentadoria dos servidores. Chegou no limite”, afirmou Sílvio ao defender a aprovação da reforma.

Fechado com Iris: Andrey deu voto de minerva que aprovou reforma no IPSM

A reforma no Instituto de Previdência dos Servidores Municipais (IPSM) foi aprovada por 18 votos a 17, sendo que o voto de minerva foi do presidente da Câmara, o vereador Andrey Azeredo (MDB). A sessão foi tensa e os servidores que lotaram as galerias da Casa até ameaçaram invadir o plenário. Desde que assumiu a presidência, Andrey sempre cumpriu o papel de office de boy, fazendo todas as vontades do prefeito. Essa da reforma da previdência foi só mais uma.

Blog errou: Kajuru estava em plenário e votou contra reforma da previdência

Este blog informou mais cedo que o vereador Jorge Kajuru (PRP) não estava em plenário nesta quinta-feira, no momento em que foi votada a reforma da previdência proposta pelo prefeito Iris Rezende (MDB). Kajuru estava. E foi aplaudido por servidores municipais que estavam nas galerias. Ele foi um dos 18 que votaram contra este absurdo.

Andrey: “reforma da previdência vai ser votada no dia que eu quiser”

Num arroubo de autoritarismo, o presidente da Câmara Municipal, Andrey Azeredo (MDB), disse na sessão desta quarta-feira que vai ser votada “no dia que ele quiser” a polêmica proposta de reforma da previdência, que aumenta de 11% para 14% do salário a contribuição obrigatória de cada servidor.