No primeiro teste do projeto sobre o IPTU, Câmara se agacha e mostra que vai seguir ordens de Paulo Garcia

CCJ aprovou na reunião desta quarta-feira o parecer do relator Carlos Soares, do PT, sobre o projeto do prefeito Paulo Garcia, do PT, que reajusta os valores do IPTU e ITU para o próximo exercício fiscal, em 2014. Com isso, a base do prefeito mostra que vai se agachar e acatar calada as ordens do petista. Mesmo que a sociedade proteste.

Rolo compressor de Paulo Garcia começa a funcionar, aprova parecer pelo aumento do IPTU e ignora protestos da sociedade

É o famoso rolo compressor do petista na Câmara que aprova de forma cega todos os projetos enviados ao Legislativo pelo Paço. O parecer foi aprovado, mesmo com todos os protestos da sociedade e mostra que Paulo Garcia ignora os interesses do goianiense e passa como um trator pela oposição e a Câmara.

Base de Paulo Garcia contra o goianiense: CCJ aprova parecer sobre aumento abusivo do IPTU. Plenário vota projeto amanhã

Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou na reunião desta quarta o parecer do relator Carlos Soares, do PT, sobre o projeto do prefeito Paulo Garcia, que reajusta os valores do IPTU e ITU para o próximo exercício fiscal, em 2014. O prefeito vai mesmo empurrar goela abaixo o reajuste abusivo.

Vereadores vão ao MP e prometem buscar ação judicial contra o aumento abusivo do IPTU, proposto por Paulo Garcia

Procurador-geral Lauro Machado recebe bancada da oposição e esclarece que vereadores têm competência para eventuais questionamentos jurídicos durante o processo de tramitação do projeto de lei. Vereador Virmondes anunciou no Twitter anunciou nas redes sociais que o bloco vai buscar ação judicial para barrar o reajuste abusivo. São todos contra Paulo Garcia.

Bancada de oposição tem reunião daqui a pouco no MP para buscar apoio jurídico contra o reajuste abusivo do IPTU

Os vereadores de oposição se reúnem daqui a pouco, às 16h, no Ministério Público com o procurador-geral Lauro Machado para buscarem apoio jurídico na luta contra o aumento abusivo no valor do IPTU. Uma possível medida judicial não é descartada já que o projeto de lei de Paulo Garcia é repleto de falhas e omite inclusive a base cálculo usada pela prefeitura.

Outra mancada: prefeitura não enviou à CCJ os métodos que ela usou para reajustar o IPTU

A reunião da CCJ nesta terça-feira para debater o reajuste do IPTU foi marcada pelas gafes e mancadas da prefeitura – não se sabe se de propósito. Uma das mancadas mais gritantes de Paulo Garcia foi não ter enviado à Comissão as bases e o método que a prefeitura utilizou para chegar aos valores propostos no reajuste do IPTU.

Lei complementar que isenta IPTU de imóveis de até R$ 20 mil chegou à CCJ sem parecer da Procuradoria da Casa

Uma das alterações feitas por Paulo Garcia depois da pressão da sociedade, a que isenta o imposto para imóveis com valor até R$ 20 mil, teria que chegar à Comissão por meio de lei complementar e com parecer da Procuradoria Jurídica da Câmara. Os vereadores de oposição e os representantes das entidades classistas perceberam a falha e pediram a adiamento da apreciação do projeto.

Sinal amarelo: Paulo Garcia pode não conseguir aprovar aumento do IPTU na Câmara

Matéria da Tribuna do Planalto diz que a Prefeitura de Goiânia teme não conseguir a quantidade de votos necessários para aprovação da matéria que prevê reajuste do IPTU e provocou mais uma polêmica ao encaminhar um novo projeto substituindo o encaminhado anteriormente, que era um projeto de lei complementar.