“Extressada”, assessora de imprensa da prefeitura de Goiânia assassina gramática

Sirlenenoface
Sirlene Mendonça: “extressada”

Contatos da jornalista Sirlene Mendonça no Facebook caíram da cadeira com o impropério que ela cometeu contra a língua portuguesa na tarde deste domingo.

Sirlene, que há poucos meses demitiu-se da TV Anhanguera para assumir a assessoria de imprensa do prefeito Paulo Garcia (PT), disse em seu perfil pessoal que teve um fim de semana “extressante”, mas não tanto quanto era nos plantões na TV.

A jornalista, naturalmente, quis dizer “estressante”. Por ser um verbete tão usual do nosso idioma, talvez tenha sido um erro cometido por descuido. Ou “extress”.

Sirlene colabora para o preconceito geral contra jornalistas que trabalham na telinha, que carregam a pecha de serem péssimos no português.

Nos bastidores, circula a informação de que, por conta de deficiências técnicas, Sirlene seria demitida por ocasião da chacoalhada que a Organização Jaime Câmara promoveu na TV Anhanguera, que afastou da apresentação Jackson Abrão, Handerson Pancieri e Fábio Castro.

Além dela, Lila Nascimento também não sobreviveria ao passaralho. Preferiu se antecipar e pediu as contas.