Exclusivo: Samuel Belchior tenta afastar Adib e outros aliados de 1ª hora de Caiado da equipe de transição

O Goiás 24 Horas apurou que o ex-deputado Samuel Belchior é o culpado pela turbulência no processo da formação da equipe de transição do governo de Ronaldo Caiado (DEM). Eminência parda do staff caiadista, Samuel está em rota de colisão com o prefeito de Catalão e coordenador-geral da campanha, Adib Elias (MDB), que também reivindica para si o comando da equipe. 

Anúncio de que Caiado vai trazer consultoria e tecnocratas de outros Estados para mandar em Goiás é mau sinal para funcionalismo público

A notícia da contratação de consultoria e tecnocratas de outros estados para fazer uma auditória na administração para preparar a transição para o futuro governo Caiado é mau presságio para os servidores. Ou alguém já viu uma consultoria ou um tecnocrata sugerindo medidas que beneficiem o funcionário público?

Pito de Caiado nas redes desautorizando qualquer um a falar em nome dele pode ser recado para Wilder e Adib

Nesta semana, dois políticos da alta cúpula do caiadismo fizeram movimentos junto ao governo, dizendo falar com delegação de Caiado para promover a transição. O senador Wilder de Morais procurou o governador José Eliton e o prefeito Adib Elias conversou com, o advogado Diogo Crossara. Em ambos os casos, os dois se apresentaram com credenciais do governador eleito.

Exclusivo: Samuel quer minar influência de Adib junto ao governador Caiado

Informação exclusiva do Goiás 24 Horas: o prefeito de Catalão e coordenador-geral da campanha de Ronaldo Caiado (DEM), Adib Elias (MDB), descobriu que o ex-deputado Samuel Belchior coordena uma ação silenciosa para minar a sua influência na futura administração.

Baldy está diante da decisão que definirá o futuro político dele: se aderir a Caiado será suicídio

Na eleição, fez um senador e dois deputados federais, um deles escolhido como poste dele, adotando até o sobrenome Baldy. Por isso, tem de tomar cuidado. Se precipitar, corre o risco de torrar todo o capital político acumulado. Para quem acompanha a política, o melhor para ele é manter a independência e resistir à sedução do poder regional.

Prenúncio de desastre: Caiado sinaliza governo de tecnocratas importados de outros estados

A fórmula nunca deu certo e sempre termina em desastre administrativo. Os chamados “técnicos”, especialistas em áreas de gestão, desembarcam no Estado com a bagagem abarrotada de soluções mirabolantes e infalíveis, com explicações carregadas de expressões do jargão acadêmico e sem compromissos com nada ou conhecimento de nossa realidade.

Declaração de Iris sobre “distúrbio mental da população”, ocultada por Fabiana, vira destaque no Antagonista

A jornalista Fabiana Pulcineli, uma das estrelas em queda no decadente jornal da Serrinha, não viu nada de extraordinário na declaração do prefeito de Goiânia e a ocultou sem destaque algum no meio de uma resposta do emedebista. Mas não foi isso que o site O Antagonista enxergou. A declaração bizarra do prefeito foi pinçada e virou nota no site, um dos mais acessados e elogiados no Brasil. Uma lição de jornalismo para Fabiana.

Profetas do caos tentam vender discurso de terra arrasada, mas Estado funciona normalmente, salvo problemas pontuais

Ao contrário do que apregoam os profetas do caos, o Estado não é uma terra arrasada. Claro que existem problemas e dificuldades e não existe uma administração no País hoje que esteja às mil maravilhas. Porém, em Goiás, nada que se assemelhe ao fim do mundo nem algo próximo desse caos.

Ao contratar consultoria de fora para transição do governo, Caiado desprestigia Goiás e sinaliza falta de gente competente ao seu lado

Pegou muito mal o governador eleito Ronaldo Caiado falar na coluna Giro, de O Popular, que vai contratar consultoria de fora de Goiás para assessorá-lo na transição do governo. Em outras palavras, isto é um sinal claro de Caiado de que não tem gente competente ao seu lado para conduzir a transição e que ele só confia em forasteiros. 

Discurso caiadista de terra arrasada é mantra estratégico para justificar futuro e previsível fracasso da nova administração

Caiado terá dificuldades pela frente, mas nada diferente do que as situações que Marconi e Zé Eliton enfrentaram e resolveram. Temendo não dar conta do recado, o governador eleito já prepara a desculpa para o eleitor: peguei um Estado quebrado. Só que este tipo de conversa fiada não cola mais.

Seu Iris tenta se safar do tsunami eleitoral, mas também foi varrido do mapa junto com dona Iris, que teve vexatória votação de 31 mil votos

Em entrevista ao Popular, nesta terça-feira, o emedebista fala como se não fizesse parte deste pacote de rejeição do eleitorado. Ele próprio se salvou porque não foi candidato, mas a primeira-dama Iris Araújo sofreu uma impiedosa e vexatória derrota, conseguindo colher apenas 31 mil votos nas urnas.

Dona Iris ataca Daniel: “partido precisa de comando maduro”

Os ataques motivados por ressentimento da primeira-dama de Goiânia, Dona Iris (MDB), contra o candidato derrotado do MDB a governador, Daniel Vilela, continuam intensos no Twitter. Na manhã desta terça-feira, Dona Iris afirmou que o partido “precisa de comando maduro”. 

Iris faz discurso de honestão para Fabiana, mas executivo da Odebrecht diz que deu 300 mil ao emedebista. Veja o vídeo

O prefeito Iris Rezende quer posar de honestão em entrevista ao jornal O Popular, mas não foi lembrado pela jornalista Fabiana Pulcineli que foi delatado por ter recebido R$ 300 mil da Odebrecht. Segundo matéria publicada pelo site G1, o prefeito de Goiânia recebeu R$ 300 mil de caixa dois da empreiteira Odebrecht para sua campanha de 2010.

No Popular, Iris diz que “resultado da eleição retratou distúrbio mental da população”

Perguntado sobre qual avaliação faz do resultado eleitoral, Iris saiu-se com essa: “Eu senti que o resultado retratou um distúrbio mental na população…” O prefeito inovou e debitou na “loucura da população” o resultado das urnas. Essa, definitivamente, é a explicação mais fantástica e bizarra para uma eleição.

Fabiana faz entrevista fake com Iris, esconde respostas-bombas e só faz perguntas para levantar a bola

Na entrevista de página inteira, a jornalista de O Popular não aperta Iris nem questiona as incoerências dele. Iris, por exemplo, foi delatado pela Odebrecht. Nada disso aparece na entrevista. Iris diz que o resultado da eleição “retratou um distúrbio mental na população”. Isso mesmo, caro leitor. E o que fez Fabiana? Escondeu esta declaração bombástica, para espanto geral.

Ulisses Aesse no DM: projeto de Maguito é voltar a ser prefeito de Aparecida

Em nota na sua coluna no Diário da Manhã, o jornalista Ulisses Aesse afirma que o foco de Maguito Vilela é voltar a ser prefeito de Aparecida de Goiânia.  “Para isso, lógico, terá que dar uma ‘rasteira’ no grupo de Gustavo Mendanha, hoje prefeito em seu primeiro mandato”, diz o texto da coluna.

Advogado de Marconi diz que vai demonstrar que normatização de diárias é legal

Advogado do ex-governador Marconi Perillo, João Paulo Brzezinski afirmou, em nota, que vai recorrer da decisão da Justiça relacionada à normatização das diárias de servidores do Poder Executivo estadual e demonstrar que o procedimento foi legal e não configura ato de improbidade administrativa.