De leão a gatinho: Os veículos do Grupo Jaime Câmara não vão cobrar de Caiado resposta para os salários atrasados?

Quando Marconi Perillo (PSDB) era governador, os veículos do Grupo Jaime Câmara (GJC) acompanhavam com lupa o cronograma do pagamento dos salários do funcionalismo estadual. Mudanças pontuais, ainda que dentro do prazo legal, eram manchetadas com estardalhaço por TV Anhanguera, G1, CBN Goiânia, O Popular e Daqui.

Com o governador Ronaldo Caiado (DEM) e a primeira-dama Gracinha Caiado, tratados pelos Câmara como predestinados ao poder, prevalece o “critério” de dois pesos, duas medidas. Os salários de abril já estão atrasados, deveriam ter sido pagos ontem, conforme estabelece a Constituição.

Mas e aí? Os veículos do Grupo Jaime Câmara não vão cobrar de Caiado resposta para os salários atrasados? É mais um resultado do Efeito Leoa, a completa mudança de postura editorial depois da entrevista camarada com Gracinha?