Jornal Opcão: Justiça bloqueia cerca de R$ 1,5 milhão de empresários e ex-secretário de Formosa

A denúncia de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público de Goiás (MPGO) contra ex-servidores e empresários do município de Formosa ganhou novo desdobramento. O MP obteve uma liminar para bloqueio de bens de André Luiz Gontijo de Souza e sua sócia, Vanessa Maris Araújo Fernandes, ambos da empresa Mult X Service Ltda. O ex-secretário de Obras de Formosa Jorge Saad, também foi envolvido. O valor do bloqueio é de R$ 1.481.044,82 para cada um.

A indisponibilidade foi decretada em decorrência da operação que apurou fraudes em processos licitatórios para operação tapa-buraco em ruas do município. De acordo com o MP, o processo, movido em abril deste ano, visa a condenação dos réus nas penalidades previstas na Lei de Improbidade Administrativa.

As razões são: fraude em licitação, uso de documentos ideologicamente falsos, bem como intimidações e ameaças a servidores públicos com objetivo de enriquecerem ilicitamente, ou seja, às custas do patrimônio público municipal. (Jornal Opção)