Governador que não tira a palavra complaince da boca, Caiado é surpreendido por corrupção de auxiliar que nomeou na Seduc

Por essa o governador Ronaldo Caiado, o gestor do complaince, não esperava: estourou caso corrupção grossa na Secretaria de Educação (Seduc), comandada pela secretária forasteira Fátima Gavioli.

E, pior ainda: o esquema de desvio de dinheiro público, alvo da Operação Mákara, era comandado por um superintendente nomeado pelo próprio governador e da estrita confiança da secretaria.

Isso mesmo, leitor: a maracutaia era comandada pelo superintendente nomeado por Caiado e da estrita confiança da secretária Fátima Gavioli.

Titular da Superintendência de Infraestrutura da Seduc, Thiago Barros Baldino recebia propina das construtoras que faziam obras para a pasta.

Na residência do superintendente, foram apreendidos R$ 80 mil em espécie, além de dois cheques de uma proprietária de construtora.

Não se sabe ainda a extensão do rolo na Seduc.

Talvez seja o caso de Caiado contar um complaince na pasta.