Racha na Adial: Otavinho se recusa a assinar nota contra secretária e empresários colocam o diretor-executivo para brigar

A mudança de estratégia da Adial em relação ao embate contra o governo Caiado sobre os incentivos fiscais expõe racha interno na entidade. Até agora, passados cincos meses de pancadaria caiadista contra os empresários, a ordem de Otavinho Lage era contemporizar e tentar construir acordos nos bastidores. Hoje, porém, parece que a paciência dos empresários chegou ao limite depois que a secretária Cristiane Schmidt fez troça da pesquisa sobre os incentivos fiscais. A Adial emitiu nota assinada pelo diretor-executivo Edwal Portilho depois que Otavinho se recusou a assumir o documento.
A Adial está rachada.