Sargento Braga contesta aumento do Ipasgo: “Servidores estão arcando com a falta de compromisso, a falta de gestão do Estado”

Segundo o Jornal Opção, o Sargento Braga, integrante do Conselho Deliberativo do Ipasgo, informou que seu voto foi contra o reajuste. “Votamos contra o aumento, porque entendemos que o maior devedor do Ipasgo, que é o estado de Goiás, não foi chamado à mesa de negociações, de maneira que os servidores estão arcando com a falta de compromisso, a falta de gestão do Estado”.

Segundo o conselheiro, o próprio governo estadual admitiu, em nota, a dívida com o Ipasgo. “Entretanto, estranhamente, esse mesmo governo não foi chamado para a negociação. Não existe nenhuma proposta, nada no sentido de quitar essa dívida. O presidente do instituto nos repassou um déficit projetado para o ano de 2019 no aporte de R$ 110 milhões, ou seja, a dívida do governo com o Ipasgo seria suficiente para sanar o déficit, com sobra para os próximos anos”.