Até 2020, mais de 35 projetos científicos serão executados no Tocantins. Em Goiás, Caiado para tudo

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins (Fapt), está desenvolvendo estratégias de inovação para o avanço científico tecnológico e econômico do Estado. Nesse semestre, projetos foram retomados e estão sendo executados por pesquisadores de entidades públicas e privadas do Tocantins conveniadas com a Fapt. A previsão é que esses estudos sejam concluídos até 2020 com resultados concretos para a sociedade, os quais resultam da articulação da Fundação com o Governo Federal e da parceria permanente com instituições de fomento de ciência, tecnologia e inovação.

Várias ações estão em andamento, como a seleção de nove projetos que objetivam soluções para a gestão do SUS no Estado, com investimento em torno de R$ 300 mil e início de execução para agosto deste ano. Outra ação importante é o Convênio Estruturante, que é um projeto de pesquisa e de estruturação de laboratórios de apoio a cadeia de base rural.