Briga por contrato milionário no governo Caiado: OS diz que economizou R$ 50 milhões na gestão do Hugo

O Instituto Haver, organização social que gere o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), apresentou um balanço, na manhã desta sexta-feira (2), em que aponta, em oito meses de gestão, uma economia de R$ 50 milhões aos cofres públicos. A informação está em matéria publicada no site Mais Goiás.

A empresa começou o Hugo no dia 27 de novembro do ano passado, após a saída do Instituto Gerir. “Conseguimos realizar redução de valores de contratos com prestadores de serviços em 41%. Para você ter ideia da economia, conseguimos reduzir o valor das contas de água de R$ 170 mil para R$ 100 mil. Isso tudo, no montante de 12 meses, conseguimos uma redução de R$ 50 milhões aos cofres públicos”, destaca o superintendente técnico da OS, Mayler Olombrada.

A Haver perdeu o novo chamamento público feito por Caiado para administração do hospital nos próximos 4 anos e esperneia para derrubar a vencedora e manter o contrato milionário no valor de quase R$ 700 milhões.