Gavioli prometeu igualar salário de professores temporários ao dos efetivos. Agora, nem o piso pagará

Em mensagem ao WhatsApp do Goiás 24 Horas, um leitor lembra que durante a lua de mel, logo depois de assumir o cargo de secretária de Educação, Fátima Gavioli prometeu dar dignidade aos professores temporários do Estado – inclusive igualando os salários dos temporários ao dos efetivos.

Tudo mudou. Na noite da última segunda-feira, em entrevista ao Facebook do jornal O Popular, ela falou que não vai pagar o piso salarial (definido pelo Ministério da Educação) para estes professores. O chicote não cansa de comer no lombo do servidor.