Exclusivo: Adial reúne lideranças sindicais e acusa governo Caiado de perseguição

O encontro foi em um almoço no restaurante Nativos,  no setor Sul, em Goiânia. Além do presidente da Adial, Otavinho Lage, e do diretor executivo Edwal Portilho (Chequinho), estavam os líderes sindicais Rodrigão,  da Força Sindical, Ailma de Oliveira,  da Central dos Trabalhadores (CTB),  e o representante da Nova Central Sindical.

Um jornalista presente na reunião revelou ao G24H que o presidente da Adial, Otavinho Lage, pretende realizar encontros regionais para confeccionar um documento assinado por todos os trabalhadores contra a perseguição do governo Caiado e debater a questão dos incentivos fiscais. Três encontros no interior do estado já estão definidos:  em Catalão, Jataí e Goianésia. No almoço, Otavinho abriu fogo contra a secretaria da Economia, Cristiane Schimidt: “Ela não conhece Goiás. Só ataca o programa dos incentivos por causa do Marconi”.