CPI dos Incentivos Fiscais: dono da Piracanjuba diz que pequenos produtores de leite não ganham dinheiro porque são… pequenos

Ex-presidente da Adial Goiás e dono da Laticínios Piracanjuba, César Helou rodou a baiana na CPI de Incentivos Fiscais ao ser indagado pelo relator Humberto Andar (MDB) se ele não achava baixo o preço pago pela sua empresa pelo litro de leite aos pequenos e médios produtores, que reclamam do valor escorchante que recebem ainda com atraso.

Helou respondeu que o valor não é pouco e disse que em Goiás se paga mais do que em São Paulo, afirmando que o mercado é este e não há expectativa de subir os preços aos produtores.

O empresário citou como exemplo um produtor de Bela Vista, que começou pequeno e hoje ganha dinheiro produzindo 35 mil litros de leite por dia, dando a entender que, no caso da produção de leite, tem que haver volume para aumentar a margem de lucro.

Em outras palavras, ele disse que o negócio não é rentável para os pequenos e médios produtores, que, se quiserem, aumentar o rendimento financeiro, devem se tornar grandes. Do contrário, o melhor a se fazer é mudar de ramo.

A arrogância de Helou irritou os deputados.