OAB-GO se cala diante do escândalo da Goiás Parcerias

O presidente da OAB-GO, Lúcio Flávio, faz de conta que o assunto não é com ele e não se manifesta em relação ao presidente demitido da Goiás Parcerias, Eduardo Macedo que usou carteira falsa da OAB para tomar posse do cargo.

Macedo foi defenestrado do cargo por ter contratado sem licitação por R$ 400 mil um advogado de Taquaral.

Ou será que, põe ser aliado do governador Ronaldo Caiado e ter um irmão nomeado na Casa Civil, vai se manter calado.