Após quase 5 meses chuva volta a cair em Goiânia provocando o estragos na cidade, diz site

O site Diário de Goiás relata que “apesar do refresco chuvoso ser bem vindo, as consequências são logo expostas. No Terminal Praça da Bíblia, por exemplo, as goteiras acontecem no meio da plataforma em que os clientes embarcam para seguir viagem no Eixão. As pessoas tem de se desviar das gotas que caem do teto”.

A Avenida Anhanguera, fora do corredor exclusivo, esteve congestionada, assim como a Avenida Independência, na região mais ao centro da cidade. Os sinaleiros desativados ajudam a promover ainda mais a tragédia no trânsito. Impacientes, os motoristas começam a apertar as buzinas dos seus veículos. Nada adianta e os carros se engarrafam cada vez mais. Se alguém ali gravasse um vídeo, falaria que não se tratava de Goiânia e sim, de alguma cidade em Bangladesh ou Nova Delhi, na India. Tem carros atravessando as ilhas da Avenida para tentar dar meia volta e fugir, em vão, de um congestionamento.

A conhecida região da 44, avançando a Avenida 74, por volta das 18h30 estava totalmente apagada. Não havia uma casa, exceto aquelas que tinham seus devidos geradores de energia como a sede do Redemob Consórcio, na Avenida Independência, com luzes acesas. O breu estendia-se até as proximidades do Estádio Olímpico.