Empresa admite que contratou professores para curso de pós em Goiás sem ter autorização do MEC

O representante da empresa Orthoplace, denunciada por oferecer cursos de pós-graduação sem autorização do Ministério da Educação, acaba de admitir à Comissão de Educação da Assembleia Legislativa que foi a sua empresa que contratou os professores dos cursos de implantodontia e ortodontia – o que é ilegal. A informação foi descoberta pelo presidente da Comissão de Educação, deputado Talles Barreto (PSDB).