É grave a situação: com negativa do STF, Caiado vai ter de tomar medidas drásticas para reduzir despesas com a folha, como fazer demissão em massa ou reduzir salário

O que era uma questão pacificada virou um abacaxi enorme para Caiado. Ao trabalhar para derrubar as emendas 54 e 55, que tratam das despesas com servidores, o governador atirou no próprio pé e empurrou o governo para o caos e total inviabilidade. Para cumprir a decisão do STF, ele vai ter de cortar R$ 1,49 bilhão com a folha. Vai ter de fazer demissão em massa ou reduzir salário.