Segurança de Caiado tem conhecimento do assédio sexual a militares no palácio, mas não toma nenhuma providência

O escândalo do assédio sexual de soldados e cabos na Chefia de Gabinete do governador Ronaldo Caiado, denunciado com exclusividade pelo G24H, repercutiu intensamente na Polícia Militar e caiu como uma bomba no governo estadual. Novas informações sobre o fato dão conta que o assédio sexual já era do conhecimento da segurança do governador, mas não se tomou nenhuma atitude, provavelmente por medo de retaliação.

Os policiais assediados são lotados na Casa Militar e querem que o titular da pasta, coronel Alencar, tome as providências imediatas para apurar o caso, começando pela vídeos gravados pelas câmeras de segurança instaladas no Palácio.

“Está tudo registrado lá. É só ver os vídeos para constatar o assédio sexual e identificar a autoria do crime”, diz um soldado vítima do abuso.