O Hoje: médicos goianos intensificam protestos contra Dilma a partir desta quinta

Reportagem publicada na edição desta quinta-feira do jornal O Hoje informa que médicos goianos intensificam, a partir de hoje, os protestos contra o governo da presidente Dilma Rousseff.

Os protestos são contra o programa Mais Médicos – que prevê o recrutamento de profissionais estrangeiros para atender nos postos de saúde brasileiros e amplia o curso de medicina de seis para oito anos, com dois anos de estágio obrigatório no SUS – e contra os vetos da presidente a pontos do Ato Médico.

Em Goiás,  o calendário recomendado pelas entidades nacionais Federação Nacional dos Médicos (FENAM), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Médica Brasileira (AMB), que foi aprovado na última segunda-feira, dia 15,  durante Assembleia, inclui a panfletagem nesta quinta-feira (18) e  a paralisação do atendimento  eletivo nos dias 23, 30 e 31 de julho.