O estranho caso da Mitsubishi e Suzuki em Goiás: montadoras receberam, em crédito moeda, o dobro do que pagaram em ICMS

A HPE, empresa que representa Mitsubishi e Suzuki em Goiás, vive uma situação pra lá de inusitada: nos últimos cinco anos, recebeu R$ 120 milhões só em crédito-moeda do Estado, ao passo que pagou R$ 59 milhões, a metade disso, em ICMS. Ou seja: Mitsubishi e Suzuki foram pagas para funcionar em Goiás. Situação curiosíssima. Os números são da Secretaria de Economia e foram divulgados pelo relator da CPI dos Incentivos Fiscais, Humberto Aidar (MDB), na tarde desta segunda – durante depoimento do vice-presidente da HPE, Ailton Bonfim.