Base caiadista cochila pela segunda vez, Cláudio Meirelles flagra mancada de Bruno Peixoto e nova PEC da Educação sai da pauta

“Quem tem um líder de governo como Bruno Peixoto não precisa de oposição”, ironizou o deputado Cláudio Meirelles (PTC) na tribuna do plenário da Assembleia.

A ironia de Meirelles se referia à falta de assinaturas na emenda “jabuti” apresentada por Peixoto a uma PEC de autoria do deputado Vinícius Cirqueira que estava pronta para ir à votação na tarde desta terça-feira (3).

Meirelles descobriu que, pelo regimento interno da Casa, a emenda foi apensada à PEC de Cirqueira com apenas três assinaturas, quando são necessárias 14, ou seja, um terço dos 41 deputados.

Com o furo flagrado e denunciado por Meirelles, o presidente da Casa, Lissauer Vieira retirou a matéria da pauta da votação e sacramentou uma das maiores derrotas da base governista no plenário da Assembleia em 2019.

Meirelles comemorou a vitória levantando os braços em sinal de um grande triunfo, que, de resto, humilhou o líder Bruno Peixoto.