Greta Thunberg, que Bolsonaro chamou de “pirralha”, é eleita personalidade do ano pela Time

A ativista sueca Greta Thunberg, 16 anos, foi eleita personalidade do ano de 2019 pela revista norte-americana Time. A adolescente deu início a um movimento internacional de estudantes que pede medidas concretas para combater as mudanças climáticas. A iniciativa rendeu uma campanha pelo Prêmio Nobel da Paz em 2019 — vencido por Abiy Ahmed Ali, primeiro-ministro da Etiópia.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que chamou a ativista de “pirralha” ontem, era um dos concorrentes ao prêmio.

Ontem, ao ser questionado sobre o assassinato de dois indígenas no Maranhão, o presidente Jair Bolsonaro chamou Greta de “pirralha”. No domingo, a ativista afirmou que os povos indígenas do Brasil estão sendo assassinados por proteger florestas. “Os povos indígenas estão sendo literalmente assassinados por tentar proteger as florestas do desmatamento. Repetidamente. É vergonhoso que o mundo permaneça calado sobre isso”, escreveu a jovem.