Pacote de maldade de Caiado, que inclui privatizações de estatais, começa a tramitar na Assembleia

O projeto do Governo do estado que pede autorização da Assembleia Legislativa para a privatização de empresas estatais começou a tramitar na Casa durante a sessão plenária desta terça-feira, 10, no plenário Getulino Artiaga. A matéria foi lida e após publicação segue para a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) e Comissão Mista.

Com base em pareceres da Procuradoria Geral do Estado (PGE), o governador Ronaldo Caiado (DEM) solicita autorização para colocar à venda ativos das empresas governamentais Celg Geração e Transmissão (Celg GT), Indústria Química do Estado de Goiás (Iquego), Agência Goiana de Gás (GoiasGás), Goiás Telecomunicações (GoiasTelecom) e Metrobus. A expectativa de arrecadação com a venda das estatais é de R$ 1,5 bilhão e economia de R$ 100 milhões referentes a repasses financeiros às empresas.