Henrique Arantes: “Se o estado vive calamidade financeira, Caiado deveria dar exemplo e cortar mordomia do palácio’

O deputado Henrique Arantes (MDB) voltou a criticar na Assembleia Legislativa a gestão do governador Ronaldo Caiado (DEM). O emedebista apontou hipocrisia e falha no comportamento de Caiado.

‘‘A minha grande crítica ao governador Caiado é a hipocrisia. É ele falar uma coisa e fazer outra –  e isso é muito comum nele”, disse, referindo-se à nota publicada na coluna Radar da revista Veja sobre licitação de R$ 1,3 milhão para contratação de buffet no Palácio das Esmeraldas.

Arantes disse que não é contra o governo fazer uma licitação para poder fazer café da manhã em solenidades, mas Caiado deveria dar exemplo e cortar a mordomia do palácio se ele diz que o estado vive calamidade financeira.

“O Estado tem uma liturgia e deve exercer o poder que ele é, afinal lá é um palácio. É natural que num palácio haja café da manhã. O que critico é a posição do governador, que fala que o estado não tem dinheiro para nada, que tem calamidade financeira, reduz o salário de funcionários públicos, ‘mata’ o professor e o aposentado na unha, não faz e reduz investimentos, mas os banquetes correm solto no Palácio das Esmeraldas’’, enfatizou.

Arantes afirmou ainda que um grande líder tem que assumir o discurso que faz. ‘‘Se ele diz que o Estado não tem condições financeiras, deveria dar o exemplo, arregaçar as mangas e tentar resolver o problema. Agora, o governador tem um discurso e a prática é outra. Ele é um grande hipócrita, essa é a grande realidade do governador Ronaldo Caiado’’, sublinhou.