Climão: repórteres da TV Anhanguera e Serra Dourada se estranham ao vivo durante telejornal

A cobertura do desfecho de um caso de repercussão na mídia goiana causou atrito e constrangimento ao vivo entre repórteres da TV Anhanguera (Globo) e da TV Serra Dourada (SBT) no início da tarde desta quinta-feira (20).

Isso porque Patricia Bringel e Rozaine Ferraz, respectivamente, das mencionadas emissoras, tentavam entrevistar ao-vivo – e ao mesmo tempo – familiares da gerente de supermercado Fernanda Souza Silva, de Bela Vista de Goiás, que foi dada como desaparecida por cerca de uma semana e foi assassinada pelo namorado.

Veja abaixo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

[ASSiSTA AOS VÍDEOS]: Disputa por entrevista gera constrangimento ao vivo durante cobertura jornalistica em Bela Vista . A cobertura do desfecho de um caso de repercussão na mídia goiana causou atrito e constrangimento ao vivo entre repórteres da TV Anhanguera (Globo) e da TV Serra Dourada (SBT) no início da tarde desta quinta-feira (20). . Isso porque Patricia Bringel e Rozaine Ferraz, respectivamente, das mencionadas emissoras, tentavam entrevistar ao-vivo – e ao mesmo tempo – familiares da gerente de supermercado Fernanda Souza Silva, de Bela Vista de Goiás, que foi dada como desaparecida por cerca de uma semana e foi assassinada pelo namorado. . Enquanto Bringel falava com a tia de Fernanda, Ferraz estava posicionada para falar com a irmã da vítima. Mas sem nenhuma justificativa, Ferraz deixou a entrevistada dela e partiu na tentativa de falar com a entrevistada da Bringel, que nao autorizou . . “Por favor, estou falando com a tia agora”. Rozaine, por sua vez, tentou contornar a situação. “Na realidade, a família está recebendo toda a imprensa em uma coletiva. Tanto a mãe quanto a irmã disseram que falariam apenas uma vez”. . Nesse momento, ela se aproximou, mais uma vez, de Patrícia, que prosseguiu: “Essa não é a mãe, é a tia”. Rozaine, novamente, saiu de cena: “Ok, beleza, vamos falar então com a irmã”. . Com o fim do link ao-vivo na TV Serra Dourada, o âncora do Jornal do Meio Dia, Jordevá Rosa, comentou o ocorrido. “Essa guerra por audiência não pode permitir grosserias, como essa que a gente viu”. . Em um vídeo enviado ao Mais Goiás, a repórter Patrícia Bringel explicou o caso. . (Por @altemargo, do Mais Goiás | Imagens: reprodução/Internet)

Uma publicação compartilhada por Mais Goiás (@maisgoias) em