Ministro de Educação bloqueia jornalistas após matéria sobre possível queda

Poder360 – O ministro Abraham Weintraub (Educação) bloqueou jornalistas neste domingo (23.fev.2020) depois de uma reportagem sobre sua possível saída do Ministério. No Twitter, Weintraub postou capturas de telas que comprovam o ato.

Tudo começou depois que o colunista do jornal O Globo Lauro Jardim noticiou que segundo informações de “alguns ministros palacianos” a expectativa é que Weintraub seja alocado em outro “lugar” do governo até o meio do ano. “Jair Bolsonaro não quer deixá-lo no sereno”, escreveu.

Em resposta ao texto, cujo o título é “Bye, bye, Weintraub”, o ministro postou “esse tal de Lauro eu vou bloquear, afinal, ele falou bye bye.”

Weintraub disse que é 1 democrata e acredita no acesso a informação, mas que a conta é sua. Na descrição de seu perfil, o ministro é claro quanto sua autonomia: “meu Twitter, minhas regras”.  Em postagem feita hoje, o ministro reforçou seu posicionamento.

O irmão do ministro, Arthur Weintraub, fez uma brincadeira ao compartilhar o tweet em que Abraham mostra as contas bloqueadas. “Blocs de Carnaval”, escreveu.

Entre os perfis que foram bloqueados pelo ministro estão a conta do jornal O Globo e os jornalistas Reinaldo Azevedo, Eliane Catanhêde, Igor Mello e Chico Pinheiro.