AD

Decreto de Caiado proíbe eventos e Goianão segue sem previsão de retomada

O Campeonato Goiano segue suspenso por tempo indeterminado após a publicação do novo decreto do governo de Goiás, o terceiro publicado durante a pandemia do novo coronavírus, que não tem prazo final estipulado para restrições, que impõe a suspensão de “todos os eventos públicos e privados de quaisquer natureza”.

Segundo a Federação Goiana de Futebol (FGF), não há qualquer conversa para que o Estadual retorne nem com portões fechados ao público.

Paralisado há mais de um mês, desde o dia 17 de março, o Goianão reúne 12 equipes do Estado e ainda está na 1ª fase. Faltavam duas rodadas para o fim da fase de classificação, que seria seguida de quartas de final, semifinal e final.

Para o presidente da FGF, André Pitta, não adianta discutir retomada se o momento é instável e, a qualquer momento, o Estadual poderia ser paralisado novamente. “Só podemos pensar em retomar com 99% de segurança que vamos até o fim”, disse o dirigente.

Há dúvidas também sobre as condições dos clubes de retomar as atividades sem arrecadação de bilheteria, caso uma tentativa sem público fosse cogitada. A maioria das equipes dispensou seus atletas. Os clubes que não teriam calendário após o Estadual tinham contratos com seus atletas só até o fim da competição local.