“Moro, você tem 27 superintendências e eu quero apenas uma: a do Rio de Janeiro”, disse Bolsonaro

Brasil247 – O jornalista Caio Junqueira, da CNN, obteve na íntegra o depoimento do ex-ministro Sergio Moro à Polícia Federal  no último sábado (2).

De acordo com o material divulgado pela emissora, em janeiro de 2020 Jair Bolsonaro já cogitava trocar o comando da PF de Maurício Valeixo para Alexandre Ramagem. Moro então apresentou a Bolsonaro outros dois nomes: Fabiano Bordignon (chefe do Depen) e Disney Rosseti.

Jair Bolsonaro cobrou em reunião do Conselho de ministros, em 22 de abril, a substituição do superintendente do Rio, do diretor-geral e disse que poderia interferir em todos os ministérios. Ele cobrou acesso a relatórios de inteligência da Polícia Federal. Se não pudesse trocar o superintendente da Polícia Federal, trocaria o diretor-geral e o próprio ministro, disse Moro no depoimento.

“Moro, você tem 27 superintendências e eu quero apenas uma: a do Rio de Janeiro”, disse Bolsonaro ao ex-juiz.

Bolsonaro tem interesse na PF do Rio de Janeiro por lá serem tocadas investigações que podem atingir sua família.

Anderson Torres, atual secretário de Segurança do DF, e delegado Carrijo, segundo Moro, não tinham história profissional que os habilitassem ao cargo, além de ser próximo da família de Bolsonaro.