Decreto de Caiado quebrou a prefeitura, insinua Iris na prestação de contas do quadrimestre

O fechamento do comércio determinado pelo decreto de quarentena do governador Ronaldo Caiado foi desastroso para as finanças da prefeitura de Goiânia. Foi essa a síntese do relatório financeiro quadrimestral entregue pelo prefeito Iris Rezende nesta segunda-feira (1°) à Câmara de Vereadores.

“Não critico o decreto do governo porque, como médico, o governador Caiado tem conhecimento muito mais profundo da saúde, mas o fechamento total do comércio foi e tem sido um desastre para a nossa economia”, afirmou Iris.

Apesar dos dois meses iniciais do quadrimestre apresentarem superávit, o que ocorreu em função da receita do IPTU, os outros dois, principalmente o mês de abril, foram de queda acentuada na arrecadação municipal, com  perda estimada de R$ 623 milhões.

Iris assinalou que tem tomado medidas duras sem alarde para equilibrar as contas e manter o pagamento em dia da folha dos servidores municipais.