Estudantes, torcidas organizadas e sindicatos organizam ato pela democracia em Goiânia

O estudante universitário Felipe de Souza postou no último domingo (31) nas redes sociais um convite para manifestação contra Bolsonaro e pela democracia em Goiânia – e a coisa colou mais do que ele podia imaginar.

Em algumas horas, eram 1.200 compartilhamentos. Neste momento, mais de 2 mil e 4 mil curtidas. A postagem foi o suficiente para o start da manifestação antifascista no próximo domingo (7) na Praça Cívica, em Goiânia, à partie das 15h

Ao ver o engajamento, o Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal de Goiás (DCE-UFG) se uniu ao estudante para auxiliar. Segundo Luciana Rodrigues de Oliveira, tesoureira do DCE-UFG e com experiência em organização de atos, poucas vezes ela viu uma manifestação prévia tão grande.

Inclusive, existe, também, uma convocação unificada das torcidas dos três maiores clubes de Goiânia: Vila Metal (Vila Nova), Dragão Antifascista (Dragão) e Esmeraldinos Antifas (Goiás). Para Igor Dias, presidente da Vila Metal, quem não é fascista não vai se ofender com o ato, que é antifascista.