Depois de receber ajuda de ‘vaquinha’ de empresários, Olavo retira críticas a Bolsonaro

O astrólogo Olavo de Carvalho voltou atrás nas críticas ao presidente Jair Bolsonaro e afirmou nas redes sociais, na noite deste domingo (7), que está “cem por cento” com o ex-capitão. “Ele é que não está”, acrescentou. A informação é da revista Forum.

“Posso lutar e até morrer pelo Bolsonaro, mas puxar o saco dele quando ele erra gravemente contra ele mesmo, ah, isso eu não vou fazer”, disse o guru do bolsonarismo. “Estou cem por cento com o Bolsonaro. Ele é que não está”, afirmou em outra publicação.

Em vídeo, Olavo xinga o presidente, reclama de ter sido atacado nas redes e não ter sido defendido e afirma que vai derrubar o governo do até então aliado. O guru também despeja ofensas a Luciano Hang, dono das lojas Havan, e o chama de “palhaço”.

“O gabinete do ódio foi inventado contra mim e não contra Bolsonaro”, diz. A seguir, ele pergunta, furioso: “O que este Bolsonaro fez pra me defender? Chega lá e me dá uma condecoraçãozinha. Enfia a condecoração no seu cu. Se você não é capaz de me defender contra essa gente toda, eu não quero a tua amizade”, diz no vídeo.

As declarações do guru teriam assustado Luciano Hang, que conseguiu aval do presidente para criar uma vaquinha e saldar as dívidas de Olavo com a Justiça. Objetivo é arrecadar ao menos R$ 2,8 milhões, valor que o astrólogo deve ao cantor Caetano Veloso. Para isso, Hang deve mobilizar outros empresários a participarem da doação.

Em vídeo compartilhado nas redes, o Véio da Havan diz que Olavo “chutou o pau da barraca”, mas que ele “tem razão” no que diz. “Um senhor de 73 anos, morando há 15 anos nos EUA, está na trincheira atirando, atirando, atirando, ajudando o nosso país. E aí eu me pergunto, o que nós estamos fazendo pelo Olavo de Carvalho?”, questiona o empresário.