Caiado na mira do MPF: contrato de hospital de campanha é investigado, diz site nacional

O Ministério Público Federal em Goiás abriu procedimento para investigar possíveis irregularidades em contrato firmado Hospital de Campanha de Goiânia com uma organização social. A informação é coluna Crusoé. O procedimento tem objetivo de averiguar se há mínimas irregularidades para que se possa ser aberto um inquérito, informou o site nacional Brasil247.

O Hospital de Campanha é de responsabilidade do governo de Ronaldo Caiado (DEM) e nesta pandemia foi colocado em funcionamento para atender especialmente pacientes contaminados com coronavírus. No documento são narradas possíveis fraudes no direcionamento de dinheiro federal destinado para o combate à pandemia.

O contrato de gestão do Hospital foi firmado com a Organização Social “Agir” e tem o valor de R$ 57 milhões. A OS Agir afirma que sempre trabalhou com transparência.