Bebê morre em Goiânia por negligência de hospital que diagnosticou quadro infeccioso como possível Covid-19

O bebê João Antônio Guimarães Santos, 1 ano, foi sepultado em Caldas Novas na última semana como se estivesse com o novo coronavírus, Covid-19. Na declaração do hospital infantil de Campinas, Goiânia, o médico responsável anotou que a possível causa da morte seria o Covid-19, porém João Antônio testou negativo para o vírus.
As tias do garotinho, as advogadas Maria Tereza e Flávia Cipriano, informaram que vão acionar o hospital na justiça por negligência médica: “O que ocorreu foi uma negligência médica no hospital em Goiânia, Hospital Infantil de Campinas. O paciente estava com um quadro infeccioso causado pela bactéria Escherichia Coli e ao invés de tratá-lo ficaram esperando o resultado do exame do Covid-19 que só saiu após o óbito. A mãe da criança acusou o hospital e a médica de negligência e o hospital colocou na declaração as causas da morte, e , “Possível Covid”. Um dia após ficou comprovado que não havia sido. Já protocolamos uma ação para alteração do atestado e demais providências de praxe junto à justiça comum de Goiânia”, disse Flávia Cipriano.
O prefeito de Caldas Novas Evandro Magal ficou indignado com o hospital e gravou um vídeo, veja:

https://www.facebook.com/406337232793815/posts/3013131702114342/