AD

Reunião mediada pelo MP define pela não adesão de Uruaçu à quarentena de Caiado

Reunião de acompanhamento das medidas adotadas pelo município de Uruaçu para conter a disseminação do coronavírus (Covid-19) foi realizada nesta segunda-feira (29/6), na sede das Promotorias de Justiça da comarca. Mediado pelo promotor Afonso Antônio Gonçalves Filho, que tem atuação na área da saúde, o encontro, pedido pelo prefeito Valmir Pedro Tereza, contou com a participação também do procurador do município, Alexandre Barroso; do secretário de Saúde, Josimar Nogueira, e da equipe técnica da secretaria – Firmino Ribeiro, Dayane Motta, Ana Paula Mendes e Thalyta Samara –, além de representantes do comércio local.

Na reunião, foi debatida a proposta de adesão ou não de Uruaçu à retomada da quarentena mais rígida, feita pelo governador Ronaldo Caiado, com intervalos de 14 dias entre fechamento e reabertura de atividades, até setembro. O cenário apresentado no encontro foi de uma situação mais controlada no município, sem necessidade de adesão a um “lockdown” (fechamento total). Em Uruaçu, conforme dados do dia 28, disponíveis no portal Covid Goiás, são 60 casos confirmados da doença e nenhum óbito.

Ficou definido que a equipe técnica da Secretaria Municipal de Saúde fará um estudo comparativo dos dados fornecidos pela Universidade Federal de Goiás (apresentados na reunião com o governador) com os dados locais, para acompanhamento contínuo. De imediato, serão tomadas ainda as seguintes providências: lockdown nos fins de semana e, durante a semana, restrição de funcionamento das distribuidoras de bebidas, que deverão encerrar expediente às 20 horas.