AD

Cachaça 100% goiana é a mais vendida nos serviços de delivery

Apesar da crise econômica potencializada pela pandemia do coronavírus, alguns empresários encontraram uma forma de empreender e aumentar ainda mais o público. Exemplo de sucesso é a cachaça Goianinha lançada pelo empresário Dorival Lobo que apostou no serviço delivery. “Toda crise é cheia de oportunidades. Francamente é disso que mais eu gosto, do desafio”, afirma.
A bebida goiana segue na contramão das previsões para o setor. Um estudo da empresa de pesquisa de mercado Euromonitor International estima para o setor da cachaça no Brasil, este ano, queda de 21,7% em volume total, incluindo vendas em supermercados, bares e restaurantes, em função da pandemia do novo coronavírus. Antes da crise, o setor previa expansão de 1,5%.
Outras empresas de pesquisa de mercado colocam que o consumo de bebidas alcoólicas no mundo deve cair cerca de 12% em 2020 e que uma retomada aos patamares anteriores só acontecerá em 2024.
De acordo com Dorival Lobo, a bebida mista com 19% de teor alcoólico tem sabor suave, aroma exclusivo e foi pensado no público moderno. “Isso explica o sucesso da cachaça Goianinha que conquistou o paladar principalmente do público feminino. Hoje nós já temos demandas no Nordeste, Mato Grosso e já começamos atender Rio de Janeiro e Minas Gerais. Nosso objetivo é que ela seja uma das cachaças mais vendidas do Brasil porque trabalhamos com alto padrão de qualidade. Posso garantir que a Goianinha vai conquistar o país”, declara o empresário.